BREVE HISTÓRICO DAS EDIÇÕES ANTERIORES

 

A utilização de espaços para discussão e troca de conhecimento faz emergir oportunidades para indagações e assertivas quanto à atuação de profissionais de formação interdisciplinar como também a temas específicos propostos em eventos técnico-científicos, em especial quando consideram-se os enfoques ambientais. Para isso, os eventos que integram educação ambiental e gestão territorial foram muito importantes no curso da sua história, pois permitiram que importantes espaços de disseminação das ideias ambientalistas que fundamentavam a renovação da ciência e da concepção ecológica global, de crítica às estruturas arcaicas dominantes e, sobretudo, permitiram a criação de diálogo, organização nacional e internacional entre os participantes.

Assim, os congressos constituem mais um espaço de discussão nacional e, em especial, o I Congresso Brasileiro de Educação Ambiental Aplicada e Gestão Territorial, ocorrido na Universidade Federal do Ceará, no período de 22 a 24 de abril de 2010, reuniu palestrantes das cinco regiões do Brasil, professores de universidades renomadas, além da participação ativa de Organizações Não Governamentais - ONG’s, funcionários da gestão pública, pesquisadores e alunos com o intuito de discutir e analisar as diferentes faces da Educação Ambiental e sua aplicação, assim como as possibilidades de gestão territorial com caráter ambiental.

O II Congresso Brasileiro de Educação Ambiental Aplicada e Gestão Territorial foi realizado na Universidade Federal de Roraima, no Campus do Paricarana, no período de 6 a 9 de setembro de 2011. O evento teve como foco a pesquisa o ensino e a extensão relacionada às atividades de educação ambiental, com apresentações de palestras e mesas redondas, além de proporcionar mini-cursos de grande interesse e dentre eles o de Zoneamento Econômico Ecológico- ZEE.

O III Congresso Brasileiro de Educação Ambiental Aplicada e Gestão Territorial foi realizado na Universidade Estadual do Amazonas – UEA, em Manaus, no período de 27 a 29 de novembro de 2013. O evento promoveu e integrou os debates e experiências acadêmicas de Educação Ambiental e Gestão territorial em nível nacional, visando ampliar as experiências e reflexões adquiridas no evento que puderam contribuir na replicação do conhecimento científico da Amazônia e do Brasil. Vale mencionar, que o evento resguardou na união de dois grupos de pesquisa, o Grupo de Estudos em Biota e Ambiente Amazônicos (GEBIOAM) da Universidade Estadual do Amazonas (UEA) e o de Geoecologia da Paisagem e Educação Ambiental Aplicada da Universidade Federal do Ceará (UFC).

O IV Congresso Brasileiro de Educação Ambiental Aplicada e Gestão Territorial: “Água agricultura familiar – a importância da preservação de mananciais aquíferos em território amazônico para a expansão da agricultura familiar” reuniu técnicos, pesquisadores e estudiosos do Brasil e de outros países. Foi realizado no período de 3 a 5 de setembro em Porto Velho, Rondônia.  O evento contribuiu na promoção do intercâmbio científico entre os alunos e pesquisadores, fortaleceu o respeito ao meio ambiente sustentável com a divulgação de estudos, projetos ambientais entre as comunidades acadêmicas, escolares e sociedade civil organizada.

O V Congresso Brasileiro de Educação Ambiental Aplicada e Gestão Territorial, realizado no período de 8 a 11 de junho de 2016 no campus do Pici da Universidade Federal do Ceará reuniu mais de 500 estudantes, profissionais e pesquisadores em Educação Ambiental e Planejamento e Gestão de territórios do Brasil e de outros países. De modo efetivo participaram professores, pesquisadores e estudantes das intuições parceiras como Universidade Federal do Ceará, Universidade Estadual do Ceará, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, Universidade Federal de Roraima, Universidade Estadual de Roraima, Universidade Federal do Pará, Universidade do Estado do Amazonas, Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, Universidade Federal Fluminense, Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita (Presidente Prudente), Universidade Federal da Paraíba, Universidade Estadual do Vale do Acaraú, Universidade Regional do Cariri, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade de Havana/Cuba e outras instituições de ensino e pesquisa do Brasil, África e América Latina. Por seu caráter inter e transdisciplinar o evento envolverá alunos e professores dos cursos de geografia, educação, biologia, gestão ambiental, ciências ambientais, turismo e demais áreas afins.

Ressalta-se que foram publicados por meio das páginas virtuais de cada edição, os respectivos trabalhos científicos apresentados, sendo que alguns deles foram retrabalhados e editados em revistas científicas e capítulos de livros.

 

 

PRINCIPAIS CONTRIBUIÇÕES CIENTÍFICAS, TECNOLÓGICAS OU DE INOVAÇÃO DO EVENTO

O evento busca promover intercâmbio interinstitucional e entre pesquisadores que atuam na área de educação ambiental (EA) e gestão territorial (GT) levando-se em consideração as discussões sobre os limites e possibilidades da sustentabilidade ambiental no século XXI, e será concretizado com a participação e envolvimento coletivo (instituições de ensino e pesquisa, alunos, pesquisadores e professores), desenvolvido por meio de publicações, palestras e divulgação de trabalhos científicos. Haverá discussões e explanações de resultados de pesquisas e de ações efetivadas expostas nos painéis e em seus devidos eixos temáticos, inseridos dentro de três grandes áreas, a saber, educação ambiental aplicada, gestão territorial em escala local e regional e cartografia social na representação de conflitos territoriais.

Incentivará ainda uma maior interação entre os programas de pós-graduação e graduação das universidades envolvidas no evento. Dessa forma, será possível a absorção de novas experiências e resultados metodológicos que poderão ser aplicados na construção de monografias, dissertações e teses. Propiciará alternativas para formação de novos grupos de pesquisa e de ampliação e um maior intercâmbio entre os já existentes.

Será estimulado a apresentação de resultados de atividades de extensão universitária que foram efetivados por instituições públicas e privadas, associações comunitárias, representações populares, entre outras, de forma a contribuir para a divulgação do conhecimento científico e promover a qualidade ambiental e de vida de forma geral. As publicações (livro, revista, anais e página virtual do evento) serão um aporte de novos conhecimentos e estratégias teórico-metodológicas aplicadas na educação ambiental integrada ao planejamento e gestão ambiental, e de certa forma poderão ser úteis na elaboração de planos de unidades de conservação, terras indígenas, territórios quilombolas, comunidades ribeirinhas, municípios, bacias hidrográficas e outras categorias de análise e gestão territorial por meio de uma educação ambiental aplicada.

Portanto, o evento revela-se de extrema importância para o debate e a discussão do tema no meio acadêmico, em especial para os professores e alunos de graduação e pós-graduação, uma vez que encerra métodos e técnicas de pesquisa em diferentes ambientes naturais e sociais.

© 2018, Editado de Luciana M Freire. Criado com Wix.com